Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Uma crise destrói uma herança, mas não uma profissão. Não importa se você não tem dinheiro, você é uma pessoa rica, pois possui o maior de todos os capitais: a sua inteligência. Invista nela. Estude! (Algusto Cury)



sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

A memória

Um trato na memória.

 

Eduardo Alexandre Garcia
Foto: Elisa Elsie

A desmemoriada Natal, do alto de seus 414 anos e 9 dias, terá cinco motivos para reencontrar parte de seu passado ao longo de 2014: está em curso, sob coordenação do Centro de Documentação Cultural Eloy de Souza, pesquisa e organização dos acervos de Dix-Sept Rosado, Newton Navarro, Sylvio Pedroza, Café Filho e Geraldo Edson de Andrade. O ano também começou de fôlego renovado no CEDOC com a chegada do jornalista, poeta e artista plástico Eduardo Alexandre “Dunga” Garcia. Nomeado no Diário Oficial do Estado na edição de 31 de dezembro, Eduardo assumiu a subcoordenadoria de acervo da instituição no lugar do historiador José Evangilmarison Lopes Leite, com a missão de dar continuidade aos trabalhos que vinham sendo desenvolvidos.

Dunga, que já esteve à frente do CEDOC entre agosto de 2006 e janeiro de 2007 e atualmente pesquisa por conta própria imagens antigas de Natal, explicou que o Centro de Documentação deixou de ter um coordenador único nesta atual gestão da Fundação José Augusto para funcionar com sobcoordenadorias – de acervo, de patrimônio, museus e Pinacoteca. Vale lembrar que, nos anos 1980, Eduardo Alexandre agitava o circuito cultural com sua Galeria do Povo, inicialmente montada na Praia dos Artistas.

“Neste momento temos várias frentes de trabalho, como a remoção da exposição permanente que estava no Forte dos Reis Magos e a atualização do inventário das obras de arte do Governo do RN”, informa. Eduardo disse que o trabalho em torno do acervo do ex-governador Dix-Sept Rosado (1911-1951) é o mais adiantado, e que “logo” o material será transformado em livro. “Está nos ajustes finais, na fase de editoração, antes de seguir para impressão”.

O acervo de Newton Navarro (1928-1992), personalidade que em 2013 mereceu lançamento de biografia, reedição do primeiro livro “O solitário vento do Verão” (1961), um livro de poemas e crônicas inéditas e outro com entrevistas de contemporâneos, está em processo de organização. “Um professor da UFRN está envolvido nessa pesquisa e nosso objetivo é publicar os resultados ainda este ano”, planeja.

Outros acervos que serão transformados em publicação são de Sylvio Pedroza (1918-1998), ex-prefeito de Natal e ex-governador do RN, que, inclusive, assumiu o comando do Estado após a morte de Dix-Sept Rosado; do ex-presidente Café Filho (1899-1970); e do escritor e crítico de arte natalense Geraldo Edson de Andrade (1932-2013), potiguar que construiu carreira no Rio de Janeiro. O acervo de Café Filho está sendo organizado por José Evangilmarison, professor do curso de História da UnP e antecessor de Dunga no CEDOC.

“São cinco personalidades da política e da cultura importantes para a história recente do RN, deixaram muitas fotos, documentos e cartas. Vamos digitalizar esse acervo e, além do livro, será tudo disponibilizado na internet”, disse Eduardo Alexandre, cuja missão à frente da subcoordenadoria de acervo do Centro de Documentação é, justamente, acompanhar os trabalhos. “O material doado por Geraldo Edson Andrade veio do Rio de Janeiro e já está sendo catalogado”, destacou.

Dunga informou que o artista plástico Vatenor está envolvido na atualização do inventário das obras de arte, e que o material da exposição permanente do Forte dos Reis Magos será transferido para o primeiro andar do Memorial Câmara Cascudo. “Ainda não temos previsão quanto à conclusão desses dois projetos”.

Curso de memória

Sobre a pesquisa de fotografias antigas de Natal, Eduardo Alexandre Garcia diz que prefere não misturar coisas pessoais com profissionais: “Sei que tenho a possibilidade de organizar uma exposição, de sugerir a publicação de um livro, mas não é elegante utilizar o Governo para dar andamento a projetos particulares. Claro que se houver um convite oficial da professora Isaura Rosado (da SecultRN/FJA) não vou me furtar a montar um exposição ou qualquer que seja a proposta”, garantiu. Ele diz que o acervo de imagens antigas “é importante para a cidade” e como já vem compartilhando nas redes sociais de forma voluntária será “um prazer tocar esse projeto”.

“Meu desejo é, na verdade, ministrar um curso sobre Natal a partir desses fotos antigas. Acredito que seria muito útil para quem vai trabalhar na Copa do Mundo, por exemplo. É um projeto particular, mas nada impede de ser realizado com apoio da FJA”, revelou.

ACERVOS
Jerônimo Dix-Sept Rosado Maia (1911-1951)
Nasceu em Mossoró. Foi prefeito da maior cidade do Oeste potiguar e governador do Rio Grande do Norte. Morreu num desastre aéreo em Sergipe, antes de completar um ano de seu mandato como governador.

Newton Navarro Bilro (1928-1992)
Entrou para a história como artista plástico. Mas o natalense também era poeta, escritor, ator e professor. Imortal da Academia Norte-Riograndense de Letras, Navarro foi gênio-boêmio incompreendido por alguns e admirado por muitos.

Sylvio Pizza Pedroza (1918-1998)
Foi prefeito de Natal entre 1946 e 1951, e governador do RN de 1951 a 1956. Seu trabalho à frente do Município se caracterizou pelo investimento na orla: foi durante sua gestão que a Av. do Contorno (atual Av. Café Filho) nas Praias do Meio e do Forte.

João Fernandes Campos Café Filho (1899-1970)
Foi o primeiro e único potiguar – até o momento - a chegar à presidência do Brasil. Era vice na chapa de Getúlio Vargas, e assumiu o cargo após o suicídio do estadista gaúcho em 1954. Permaneceu na presidência até ser deposto em 1955.

Geraldo Edson de Andrade (1932-2013)
Escritor e crítico de arte, o natalense mudou-se para o Rio de Janeiro no início da década de 1950. Na capital carioca foi professor no curso de Artes da UERJ, diretor-adjunto do setor de Artes Plásticas da Funarte, assessor do Museu de Arte Moderna do Rio e diretor do Museu de Arte e História do RJ.
 
Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário