Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Uma crise destrói uma herança, mas não uma profissão. Não importa se você não tem dinheiro, você é uma pessoa rica, pois possui o maior de todos os capitais: a sua inteligência. Invista nela. Estude! (Algusto Cury)



quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Intentona Comunista completa 80 anos no Rio Grande do Norte

Revolta que pretendia tirar Getúlio Vargas do poder durou três dias. Movimento se repetiu em Recife e Rio de Janeiro, mas foi derrotado. 


No dia 23 de novembro de 1935 o quartel da Polícia Militar em Natal virou um dos focos de uma revolta histórica no Brasil. A chamada Intentona Comunista se repetiu em Recife e Rio de Janeiro, mas acabou derrotada pelo governo Getúlio Vargas. Com o fim do movimento, várias pessoas foram presas, incluindo Luís Carlos Prestes, apontado como principal articulador da Intentona Comunista.
Prédio onde funcionava o quartel da PM e onde começou a Intentona Comunista em Natal. ( Foto: reprodução/Inter TV Cabugi)

No Rio Grande do Norte a revolta, que tinha como objetivo derrubar o presidente Getúlio Vargas, durou três dias. Uma Junta de Governo chegou a ser formada e destituiu o governador Rafael Fernandes e a Assembleia Legislativa. Além de Natal, cidades do interior também registraram revoltas.

Apesar de ter sido planejada para acontecer em vários quartéis do Brasil, a revolta acabou reduzida a três focos de resistência, o que segundo o historiador Plínio Sanderson pesou para o sucesso da intentona. Para o historiador, faltou articulação nacional para o êxito da revolta, que completou 80 anos nesta segunda-feira.

Fonte: Do G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário